Em inspeção no Ipat, Ministério Público constata avanços, mas identifica superlotação

O Ministério Público do Amazonas inspecionou o Instituto Penal Antônio Trindade (Ipat) e constatou mudanças de comportamento. Essa é a segunda ação dessa natureza feita por autoridades ligadas à área prisional, desde as 25 mortes ocorridas no dia 27 de maio, naquela unidade prisional, e as 55 mortes registradas nos dois dias de massacre.

Hiolanda Mendes – Rádio Rio Mar