Defensoria pede bloqueio de R$ 2,9 milhões de financeiras acusadas de estelionato em Manaus

A Justiça do Amazonas autorizou o bloqueio de mais de R$ 2,9 milhões das empresas HBM Assessoria e Confiança Recuperadora de Crédito, além da gerente de ambas, Cyntia Valeria Belo Pereira, suspeitas de praticar estelionato contra quase 250 pessoas em Manaus. Agora, a Defensoria Pública está convocando as vítimas para requerer o ressarcimento, uma vez que R$ 900 mil já foram bloqueados.

Bruno Elander – Rádio Rio Mar

Foto: